Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

Para todas:


Como o dia de hoje está muito preenchido não sei se irei ter tempo para visitar-vos no entanto deixo aqui uma forte e grande abraço ( Beijo não pode ser porque estou não com uma mas com duas herpes labial, e isto pega-se lol ).

Bom fim de semana

 

E porque tinha de registar:

Eu: Sabes filho a mamã gosta muitooo de ti... e tu gostas da mamã?

Ele: Goto mamã...

( Com esta resposta é que eu não estava a espera, ate nem sabia que ele conhecia o sentido da frase)

mas soube tão bemmmmmm

 


escrevinhado por Mae Di às 10:03
link do post | Diga coisas | favorito
21 comentários:
De Necedu a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:23
Amiga obrigada pelo pouco tempo que tinhas me teres visitado.
Jocas e bom fim de semana
De ana de sousa a 9 de Fevereiro de 2007 às 18:48
Ah pois e....mal posso esperar por essas coisitas especialmente abracos:)
Jokutas e bom f semana
De Linda Paixão a 9 de Fevereiro de 2007 às 19:26
Herpes é horrivel... detesto ter, mas ele gosta muito de visitar estes lados :(
O teu menino para além de lindo, é um querido =)
Beijos grandes e um óptimo fim de semana para vocês amiga. Ah, e que o raio do herpes se vá embora!
Beijos***
De viviana a 9 de Fevereiro de 2007 às 20:18
espero que melhores este fim de semana amiga!
jokas fofas
De Ana Guida a 10 de Fevereiro de 2007 às 00:09
espero k tb tenhas tido um bom dia e um excelente fds! bjns*
De Quicas a 10 de Fevereiro de 2007 às 00:40
ui herpes...sei o que é isso. De vez em quando tenho, principalmente nas mudanças de tempo. Mais uns dias e já passa!

beijocas para vocês
De Teresa Pintor a 11 de Fevereiro de 2007 às 12:09
Minha querida!!!!
Oh minha linda e amorosa amiga anónima!!!!!
Olha que tu és tão fantástica!
Cada vez mais te adoro e nunca te hei-de esquecer... Fazes-me lembrar a Primavera... Trazes o sol à minha vida sempre que é preciso... Apareceste na minha vida vinda do nada. Leste o meu blog e deixaste um rasto teu. Encontrei-te logo nesse dia aqui perdida também neste mundo de blogs. A nossa história é tal e qual a contas na carta que me enviaste, querida. Vim atrás do teu rasto porque as tuas palavras me confortaram imenso e perguntava-me como me terias encontrado no outro lado da net...Cheguei aqui e deparo-me com um post teu, não em minha honra, mas onde falavas ao teu filho da dor do meu...Chorei ao ler-te. Tal como tu dizias o que não desejavas ao teu, também eu não desejei ao meu... Na altura, o que me caiu mal foram alguns comentários que li aqui... De julgamentos, de opiniões sobre divórcios e filhos no meio. Chocou-me a leviandade com que algumas pessoas comentaram as tuas palavras sobre a dor do meu filho... Como se eu lha tivesse causado voluntariamente, só porque optei por um divórcio em prol da minha segurança física e da minha integridade moral. Também, em prol das lembranças do meu filho no seu futuro. Foi apenas o conteúdo de alguns comentários que me chocou. A banalidade das pessoas que desconhecem realidades e que sobre elas opinam como se todos não tivessemos telhados de vidro... Na altura, foste novamente na minha direcção. Estavas preocupada com o comentário que deixei, pensando que me tinhas magoado... Não magoaste, querida. E os comentários que aqui me chocaram tb não me magoaram... apenas me fizeram sentir que o mundo não está preparado para acolher quem sofre. Apenas está preparado para solucionar o que remediado está. Nada mais. Desde aí nunca mais nos largamos. Tu, mais fiél que eu... Todos os dias, religiosamente, me deixas um mimo. Eu, nem sempre... Mas nem por isso te demoves de saber como estou... Nunca me esqueci de ti. Quando me "ausentei" do portal falei lá de ti. Não queria que ficasses sem saber de mim. O tempo passou... Ontem acabámos por dar razão à própria razão. Telefonaste-me, o que me deixou sem palavras, feliz e de lágrimas nos olhos. Ontem pudeste conhecer a verdade das minhas palavras. As minhas gargalhadas aos meus post's mais irónicos. Ouviste o meu choro, sentiste a minha voz trémula. Com as mesmas lágrimas com que escrevo os outros. Aquele telefonema foi o espelho da minha realidade. A rir e a chorar. Sempre em simultâneo... Porque a mim, Deus, não me deu a hipótese de poder escolher uma postura. Eu não me importo, Aceito. Até me sinto bem assim com um problema tão grande entre mãos. Dizem que Deus escolhe pessoas especiais para enfrentarem situações especiais. Só me posso sentir, então, privilegiada com a escolha de Deus para carregar o peso do sofrimento de um filho que vomita dor e angústia, com 4 anos, perante a separação dos pais. Sinto-me honrada com essa aposta de Deus em mim. Porque sei que levo a bom porto esta cargo que Ele me deu: o de ensinar o Mundo a encarar todas as vicissitudes da vida com muita integridade e alguma plenitude.
Não me sinto inferior perante as comuns mulheres. sinto-me apenas infeliz. Porque o meu filho se tornou menos feliz que os outros.

Obrigada por apareceres na minha vida.
Õbrigada por nunca me teres abandonado, por entre lágrimas e desgostos.
És a minha amiga anónima co cantinho amarelo.

Adoro-te.
Que Deus te ajude ati também a ser um exemplo para os casamentos felizes. Que esses também precisam de bons exemplos, querida.
Cada uma de nós ao seu estilo. Mas juntas de mãos dadas a lutar.

Mil beijinhos, minha querida amiga anónima!

teresap
De sofia a 11 de Fevereiro de 2007 às 12:19
Minha linda, teu bebe esta a crescer, e as surpresas vao continuar a fazer parte do teu dia...:)é maravilhoso...


Mil beijinhos
De Bem Me Queres a 11 de Fevereiro de 2007 às 12:48
Amiga, deve ser horrível. Felizmente nunca tive. Espero que desapareçam depressa!
Bjs docinhos e boa semana
De Rita Ferreira a 11 de Fevereiro de 2007 às 13:55
Tão liiiiindo!!!!
Até dá uma coisa no peito... que bom!

Beijos,
Rita e Di :-)

Comentar post

.Mais sobre mim

.Posts recentes

. Mudanças...

. São 11:15H

. Miminho

. Aniversário

. Numeros...

. Palavras para quê??!!

. "A estrela de Joana"

. Apesar...

. Gripe...

. A Inocencia nas palavras....

.Quandos te visitaram - desde 19-09-2006

PisosBuscadorBajar ManualesAnunciosLibros Ciencia

.O que já foi dito: